terça-feira, 25 de novembro de 2008

Escolhas da vida ...

Ontem, voltando para casa, encontrei um amigo no ônibus. Ele estava falando da sua indecisão quanto a escolha do curso que irá escolher. Fiquei lembrando do meu "drama" na escolha e de toda consequência que a escolha que fiz.

Se eu pudesse voltar...

Se eu pudesse voltar?

O que faria?

A verdade é que eu até hoje eu não sei o que quero, e isso me mata!

É a primeira decisão que tomamos sem a influência dos pais. E é bem difícil. Se fracassamos na escolha, como eu, a culpa é nossa! Não podemos colocar a culpa em ninguém, nem mesmo nos nossos pais.

Escolher é a pior coisa. E é uma coisa que continuaremos fazendo!

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Alô Galera, bate a mão e bate o Pé!

Segunda a sagrada wikipédia: Homilia é uma prelecção dada por um sacerdote no decorrer de uma missa após a leitura do Antigo Testamento e do Novo Testamento, e antes da recitação do Credo. A homilia tem a função de explicitar a fé o significado dos vários elementos litúrgicos, também em relação à situação dos presentes, para que o encontro dialogal com Deus se torne verdadeiramente consciente para todos e cada um. Na prática, a homilia deve ser uma "conversa familiar" do homiliasta com o povo de Deus.
(Veja: http://pt.wikipedia.org/wiki/Homilia)

Bom, a função de "explicitar a fé o significado dos vários elementos litúrgicos" e a "relação à situação dos presentes, para que o encontro dialogal com Deus se torne verdadeiramente consciente para todos e cada um" é uma coisa rara últimamente. Pode se dizer nunca mais vista.

Tem pelo menos 2 anos que eu não assisto uma missa com uma homília que me faça refleti sobre as coisas e sobre a palavra de Deus. O que tenho ouvido são gritos vazio e sem nexo.

É até pecado falar isso, mas eu nunca ri tanto em homilía como últimamente. E o pior de tudo, não é só eu!

No último domingo, foi FANTASTICO!

A homilía começou com uma alusão histórica dos fatos. Parece bacana, né? Não se essa citação não fosse cópia do primeiro páragrafo do verso do panfleto. =D. Depois, veio uma série de desabafos (prefiro desabafos do que gritos). Desabafos de chorar. Chorar de rir.

Reflexão profunda! Tão profunda que hoje é quarta e eu ainda estou digerindo, quer dizer, refletindo.

No fim da missa você chega a duas conclusões:

1) Bata o pé! Mas bata mesmo!

2) Eu não vou na missa por causa do frei.

Vamos esperar o próximo domingo. Quem sabe eu tenha o prazer de ouvi de novo a "conversa familiar" do homiliasta com o povo de Deus.